Nizhny Novgorod
Bem-vindos a Nizhny Novgorod, a capital da região do rio Volga com seu passado místico e futuro esportivo, local de realização de jogos da Copa do Mundo de Futebol 2018!
Sendo uma das cidades russas mais antigas, Nizhny Novgorod foi fundada na confluência de dois rios – o Volga e o Oka – pelo príncipe Yuri (Georgy) Vsevolodovich em 1221 como ponto de apoio à defesa da fronteira oriental.
Mas as tradições populares contam outra coisa sobre o surgimento de Nizhny Novgorod:

Um czar branco estava navegando com sua tropa pelo rio Volga e parou junto às montanhas Dyatlov, onde encontrou mordovos que oravam aos seus deuses pagãos. O czar branco ordenou a seus criados que oferecessem aos chefes mordovos um pequeno barril com ouro e prata a cada um. Estes, em resposta de agradecimento, enviaram ao czar travessas cheias de pão, mel e sal. Só que os embaixadores mordovos, moços novos, se cansaram durante a viagem e comeram todo o pão, sal e mel, mas, para que ninguém desconfiasse, encheram as travessas com terra e areia, que ofereceram ao czar branco.

O czar recebeu grato as ofertas e agradeceu a Deus: "Glória a ti, Senhor, que entregaste nas minhas mãos a terra dos mordovos", porque tinha decidido que os mordovos lhe entregaram suas possessões. O czar continuou sua viagem pelo rio espalhando a terra e areia: onde atirasse um punhado, era fundada uma cidade, onde atirasse uma pitada era construído um povoado.

Foi assim que em terras mordovas apareceram os russos e nas margens do Oka e do Volga surgiu uma nova cidade – Novgorod (cidade nova, em russo), que mais tarde foi apelidada de Nizhny (baixa). Seja por que se localizava em "terras baixas" relativamente à sua "irmã mais velha", Novgorod, a Grande, fundada ainda em meados do século IX no noroeste da Rússia, seja por que se situava mais abaixo no rio em relação a outra "cidade velha".
1. ©Sputnik/Reprodução de bilhete postal do início do século XX com reprodução da Feira de Nizhny Novgorod, da coleção de M. Blinov
2. ©Sputnik/Rio Volga em Nizhny Novgorod. Reprodução de fotografia de M. Dmitriev (1858-1948)
3. ©Sputnik/Primeiro automóvel russo do modelo de Yakovlev e Frese na Exposição Industrial e Artística de toda a Rússia em Nizhny Novgorod. 1896. Fotografia de M. Dmitriev. Reprodução
No início do século XIX, quando Nizhny Novgorod se tornou em uma espécie de centro do comércio do país, a cidade foi apelidada de bolsa da Rússia. Nesses tempos, a feira de Nizhny Novgorod tinha tal influência sobre o comércio em todo o país que era por ela que se orientavam para fixar o preço das mercadorias.

Da construção de uma infraestrutura tão importante para a cidade como o Gostiny Dvor (Pátio dos Mercadores), na Feira de Nizhny Novgorod, foi encarregado o arquiteto Agustín de Betancourt, que já tinha construído o Manege de Moscou e que mais tarde dirigiu a parte técnica da construção da famosa Catedral de Santo Isaac em São Petersburgo.

No tempo soviético, de 1932 a 1990, Nizhny Novgorod se chamava Gorky, em honra do escritor russo Maksim Gorky, que nasceu nesta cidade.
©Sputnik/Roman Vladimirov/Monumento a Minin e Pozharsky na praça Narodnogo Edinstva (Unidade Popular) em Nizhny Novgorod
O que ver
A principal rua para pedestres de Nizhny Novgorod, Bolshaya Pokrovskaya, praticamente nunca está vazia: os turistas passeiam nela toda a jornada, admirando a beleza de sua arquitetura e comprando recordações e outras bugigangas aos vendedores entusiásticos. Também os próprios moradores da cidade passam aqui o tempo com prazer.

Na rua Bolshaya Pokrovskaya também se encontra um dos teatros russos mais antigos – o Teatro Dramático Acadêmico Estatal Maksim Gorky. O Teatro Dramático de Nizhny Novgorod é o único do país em cujo palco foram representadas, desde 1901, todas as peças de Gorky e algumas encenações de sua prosa.

Outro ponto de interesse arquitetônico local é o edifício do Banco Central construído em estilo neorrusso.
1. ©Sputnik/Varvara Gert'e/Teatro Dramático Acadêmico Estatal Maksim Gorky em Nizhny Novgorod
2. ©Sputnik/Varvara Gert'e/Monumento a N. Dobroliubov em Nizhny Novgorod
3. ©Sputnik/Yuriy Somov/Edifício do Banco Central em Nizhny Novgorod. Arquiteto V. Pokrovsky. 1913
A Bolshaya Pokrovskaya em Nizhny Novgorod também é famosa por suas esculturas em ferro. À entrada da rua os turistas são recebidos por um guarda municipal que os convida e admirar a beleza da cidade antiga. Mais além está um fotógrafo tirando foto a um cachorro, um engraxate, uma dama com seu cavalheiro, uma mulher elegante mirando-se no espelho, um porteiro e um violinista. Em um banco ao lado da loja de artesanato estão sentados uma governanta com o menino, um simpático mercador de Nizhny Novgorod convida para um passeio ao longo da rua para pedestres e junto do edifício dos correios está um carteiro com sua bicicleta. Um gato se agarra à cornija de um prédio. Mas a escultura mais conhecida da cidade é a Cabra Alegre. Os moradores da cidade estão convencidos que se treparem para cima dela e esfregarem seus chifres, qualquer desejo se realizará.

A rua Bolshaya Pokrovskaya une todos os pontos principais de atração turística e praças da cidade.
1. ©Sputnik/Mikhail Beznosov/Monumento ao leitor em Nizhny Novgorod
2. ©Sputnik/Mikhail Beznosov/Monumento ao Nobre Padeiro em Nizhny Novgorod
3. ©Sputnik/Varvara Gert'e/Escultura da Cabra Alegre em Nizhny Novgorod
O Kremlin de Nizhny Novgorod é o principal orgulho dos habitantes. O Kremlin começou sendo construído no início do século XVI para proteção das incursões dos tártaros. Os dois quilômetros de muralhas do castelo foram reforçados com treze torres, contudo, hoje já só existem doze.

Ao Kremlin estão associadas muitas lendas. Contam que a torre Koromyslova recebeu seu nome porque nela foi emparedada a mulher casada Aliona, que tinha saído para buscar água, junto com os baldes e seu jugo (koromyslo); achavam que assim as muralhas ficariam mais fortes.

Também dizem que algures nas profundezas das casamatas do Kremlin de Nizhny Novgorod estará escondida a famosa Livraria de Ivan, o Terrível. Apesar de não haver qualquer evidência disso, e a coleção de livros não ter sido encontrada, os adeptos da lenda justificam os insucessos nas buscas pela complexidade do relevo e proximidade de águas subterrâneas.
1. ©Sputnik/Oleg Zoloto/Vista sobre o Kremlin de Nizhny Novgorod
2. ©Sputnik/Varvara Gert'e/Catedral do Arcanjo Miguel no território do Kremlin de Nizhny Novgorod
3. ©Sputnik/Ekaterina Chesnokova/Galeria na muralha do Kremlin de Nizhny Novgorod
4. ©Sputnik/Ekaterina Chesnokova/Torre do Kremlin de Nizhny Novgorod
5. ©Sputnik/Evgenya Novozhenina/Escadaria de Chkalov em Nizhny Novgorod
Pode-se descer do Kremlin de Nizhny Novgorod até à margem do Volga pela monumental escadaria Chkalov. Esse é mais um ponto de atração local e cartão de visita da cidade: a escada de 442 degraus foi construída em forma de oito, na interseção de cujas linhas foram feitos mirantes, onde se pode desfrutar da vista magnífica do rio e descansar.

A escadaria começou sendo construída em honra da vitória na Batalha de Stalingrado em 1943.
©Sputnik/Konstantin Chalabov/Estádio Nizhny Novgorod
Estádio Nizhny Novgorod
Nizhny Novgorod foi incluída na lista das cidades que vão receber a Copa do Mundo de Futebol 2018. No estádio Nizhny Novgorod, situado na confluência do rio Oka com o rio Volga, irão decorrer seis jogos, incluindo jogos de oitavas e quartas de final.

De acordo com a ideia dos arquitetos, a nova infraestrutura esportiva simboliza as duas forças dominantes da natureza de Nizhny Novgorod – a água e o vento. Seu teto é executado de painéis translúcidos brancos e em dois tons de azul, nas bancadas do estádio foram instaladas cadeiras das mesmas cores.

Durante a realização dos jogos da Copa-2018, o estádio poderá albergar cerca de 45 mil torcedores. Depois da conclusão da Copa do Mundo, ele será utilizado como complexo esportivo multifuncional que também permitirá realizar shows, espetáculos diversos, exposições e feiras.
©Sputnik/Alexey Filippov/Estádio Nizhny Novgorod
Como chegar
De avião: os voos para Nizhny Novgorod são recebidos no aeroporto internacional de Strigino. O voo a partir de Moscou tem duração de pouco mais de uma hora.

De trem: partindo da capital da Rússia, o tempo de viagem de trem é de entre três horas e meia e sete horas.

De ônibus: da estação de ônibus de Moscou até Nizhny Novgorod, a viagem demora seis a oito horas.
Made on
Tilda